últimas resenhas

Resenha filme: Histeria


6 de fev de 2013

/
Estado: Em DVD
Título Original: Hysteria
Gênero:Comédia, História
Dirigido por Tanya Wexler
Com Hugh Dancy, Maggie Gyllenhaal, Felicity Jones, Sheridan Smith, Jonathan Pryce, Rupert Evertt.
Avaliação: Muito bom

     Até 1952, mulheres eram diagnosticadas com Histeria, quadro clínico que surgia do útero superativo, os sintomas: ninfomania, frigidez,  melancolia, ansiedade; tratamentos: nos casos mais graves, internação e esterilização, tratamento geral : estimulação do órgão genital. Peraí, é isso mesmo? Sim, até o século XIX, médicos acreditam que histeria, tratava-se de uma doença, uma verdadeira praga, que atacava grande número de mulheres, e o tratamento mais usual era fazer com que a mulher atingisse o paraxismo histérico ( leia-se orgasmo). Da necessitade de tratar a histeria, surgiu o vibrador, e a história da invenção é contada no filme Histeria.

     O filme narra a história de Mortimer Granville, um jovem médico que sonha em fazer diferença na medicina, que após ficar desempregado, é aceito em um consultório especializado no tratamento de histeria e é a partir desse enredo que surge o vibrador.
            Pode surgir um preconceito em relação a natureza do filme, mas, não há nada de pornográfico nele... é uma comédia romântica, leve, divertida, boa para assistir com as amigas. Claro que no filme há as referências  e várias frases com duplo sentido, mas, isso vai da mentalidade de quem assiste ( a maldade está nos olhos de quem vê)
          Muito mais que falar apenas do vibrador, o filme trata do feminismo da Londres Vitoriana, do absurdo do diagnóstico de histeria e de como os homens podem ser cegos quanto as necessidades das mulheres.

Informações da ficha técnica retiradas do filmow

comentários pelo facebook:

4 comentários:

  1. Oi, Ju!

    Primeira visitinha no seu blog e gostei bastante dessa dica de filme. Esse filme está na minha watchlist há um bom tempo, mas ainda não tinha tido tempo para assisti-lo. Agora que li a sua resenha a vonatde resurgiu e vou deixar logo anotadinho aqui para não esquecer de novo.
    ótima resenha =)

    Beijinhos

    Julyana
    Em sintonia com os livros

    ResponderExcluir
  2. Muito Bom, e não sabia que havia o filme, já fiz umas das loucas em uma leitura dramática para amostra SESC, vou já atras do filme :D. Ah e parabéns pelo blog, muitoo legall ;D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito Obrigada :). Como foi essa leitura dramática?

      Excluir
  3. Eu tô com esse filme no computador, mas nunca assisti... Ainda não terminei de ver a sogra... E fiquei curiosa só por causa do aparelhinho!

    ResponderExcluir

Olá, sinta-se à vontade para comentar, sua opinião é muito importante.
Para comentar usando somente o nome e url basta selecionar a opção no menu suspenso "comentar como".
Volte sempre! ♥
(Os comentários são moderados apenas com a finalidade de evitar palavras de baixo calão e de cunho pejorativo)

 

Hiperatividade Literária © alguns direitos reservados - 2016 :: design e código gabi melo