últimas resenhas

Sessão Dupla de Cinema: Vai que dá certo e Os Croods


25 de mar de 2013

/

Ontem foi dia de ir ao cinema o/ e como já estava lá mesmo resolvi assistir dois filmes :D. Vou fazer um breve comentário sobre os dois. Primeiramente, o nacional Vai que dá certo:


Direção de Maurício Farias. Com Bruno Mazzeo, Lúcio Mauro Filho,Fábio Porchat, Danton Mello,Gregório Duvivier, Felipe Abib, Natáliga Lage. 87 min. Não recomendado para menores de 12 anos

Sinopse: Cinco amigos de adolescência se reencontram e percebem que não alcançaram o sucesso planejado, então decidem assaltar uma transportadora de valores.

Comentários: O cinema nacional ultimamente tem se consagrado com as comédias, algumas boas, outras péssimas. Vai que dá certo encontra-se no meio termo entre ser bom e ser péssimo. O filme causa algumas risadas, mas, fica a impressão que a história foi mal aproveitada. O elenco é tipicamente série comédia global, destaque mesmo só para a ponta de Lúcio Mauro, que é hilária. Enfim, Vai que dar certo é mais uma comédia pastelão nacional, boa para assistir com os amigos.




Os Croods


Direção: Chris Sanders. Dubladores:  Emma Stone/Luíza Palomanes, Nicolas Cage/Hércules Franco, Ryan Reynalds/ Raphael Rossato, Catherine Keener/ Bárbara Monteiro. Dos estúdios da DreamWorks.99 min.  Livre para todos os públicos.

Sinopse: Em plena era pré-histórica, escondidos na maior parte do tempo dentro de uma caverna, vivem Grug ,a esposa Ugga, a vovó, o garoto Thunk, a pequena e feroz e a jovem Eep Eles são os Croods, uma família liderada por um pai que morre de medo do mundo exterior. Só que grandes transformações estão para acontecer, pois a adolescente Eep acaba conhecendo o também jovem Guy e ele vai apresentar um incrível mundo novo, para o desespero do paizão protetor. Agora, juntos, eles vão enfrentar grandes desafios e se adaptar a uma nova e divertida era.

Comentários: Já tinha visto o trailer de Os Croods muitas vezes – realmente muitas, desde dezembro do ano passado que passava nos filmes que eu assistia no cine – mas, não dava muito pelo filme,até que assisti, e gostei, gostei demais *-*. O filme é muito engraçado, toda hora eu soltava minhas gaitadas e a cena engraçada passava, e eu ainda estava rindo. A história como toda animação, tem a moral para os pequeninos e os grandes também – segundo  a Veja, é sobre a força vital da adolescência, os jovens impulsionam a humanidade a novos patamares culturais e tecnológicos e etc, etc e tal.  No começo do filme, é meio estranho a “modelagem” dos personagens fora do padrão disney de ser, mas rapidinho você se acostuma. O longa conta com um visual perfeito, animais estranhos e fofíssimos e o 3D é até que vale a pena. Recomendo muito esse filme, para pessoas de todas as idades e gêneros, afinal, Animações caracterizam um gênero universal ( Sim, Félix, estou falando para você que disse que eu era muito velha para assistir animação #indiretadobem)
                
 Enfim, é isso ai, espero que tenham gostado da postagem e que interajam, afinal, essa é a vantagem dos blogs. Até Breve e que a Força esteja com vocês (nossa, to viajando legal nessa postagem)


comentários pelo facebook:

2 comentários:

  1. kkkkk senti tua indireta bem no meio da minha cara Juh, acho que to até com o nariz sangrando kkkkk.

    ResponderExcluir

Olá, sinta-se à vontade para comentar, sua opinião é muito importante.
Para comentar usando somente o nome e url basta selecionar a opção no menu suspenso "comentar como".
Volte sempre! ♥
(Os comentários são moderados apenas com a finalidade de evitar palavras de baixo calão e de cunho pejorativo)

 

Hiperatividade Literária © alguns direitos reservados - 2016 :: design e código gabi melo